05 setembro 2007

Corrida do Sporting no Campo Pequeno

Mais uma vez fomos convidados a participar numa corrida de grande prestígio, falo-vos claro da corrida do nosso Grande Sporting Clube de Portugal na passada 5ª feira no Campo Pequeno.
A fardação foi em casa da avó do Mira, que como todos sabem está a recuperar de uma lesão sofrida na corrida de Albufeira.
Durante a fardação ficamos todos a saber, inclusive o nosso Cabo, que o Grupo de Lisboa irá ter outro forcado daqui por uns largos anos, esse Forcado irá ter o apelido de Gomes, pois é filho do Gonçalo e da Sofia, ou seja, o nosso Cabo vai ser Avô!!!
Falando da corrida, começou com um espectáculo denominado por Quatro Cantos (não Lucas, não é jogar aos centros em plena arena, nem jogar ao manda sair, como tu disseste!!! ehehehehe).
Os toiros que nos calharam em sorteio eram só os mais pesados, 580 e 602 kgs.
Para o 1º toiro foi chamado o forcado Ricardo Eusébio, que como é tradição pegou sem barrete e brindou ao presidente Soares Franco. O Máno na 1ª tentativa não carregou o toiro na altura devida e não mandou também no toiro, sofrendo um violento derrote para cima .
Na 2ª tentativa partiu com a mesma calma para o toiro, citou e carregou, mas voltou a não estar como anteriormente lhe temos visto, recebeu o toiro de forma deficiente e não recuou, emendando-se na viagem, mas não conseguiu aguentar os derrotes do toiro.
Na 3ª tentativa, já com o Espanhol mais em cima, consumou uma rija pega com o toiro a empurrar até ás tábuas. Uma grande ajuda do Espanhol, nunca virando a cara a nada. De referir que, apesar de o Máno de não ter estado muito bem, o toiro nas 3ªs tentativas mostrou estar ali para complicar a vida ao forcado da cara, sendo bruto na reunião e na viagem.
Para o nosso ultimo toiro, o mais pesado da corrida, foi o nosso Tonino, que vinha de uma grande pega em Abiul em que cortou o pescoço.
O Tonino partiu para o toiro com aquela toureria que todos lhe conhecemos, carregou no momento certo e toureou o toiro, ou seja, recuou!!! Foi talvez a tentativa mais difícil, violenta e vistosa que vi nestes dois anos de Campo Pequeno. O toiro veio a viagem toda a derrotar, com o Tonino sempre a lutar para lá ficar. Antes de chegar ás tábuas o toiro desviou a sua trajectória, dificultando assim a entrada dos ajudas mais recuados.
Na 2ª tentativa, partiu para o toiro com uma classe ímpar, que acabou por contagiar o publico presente nas bancadas. Nesta tentativa o toiro deu-lhe dois grandes derrotes, saindo o Tonino disparado, entrando logo de seguida o Espanhol, encontrando a cara do toiro descoberta e levando também um derrote do toiro e vários no chão.
À 3ª tentativa o Tonino não desmoralizou e sempre com a mesma calma e, volto a repetir, com a mesma classe, citou de novo e voltou a mandar no toiro, trazendo-o toureado. O toiro voltou a brigar, vindo com o grupo todo fechado até ás tábuas e sempre a empurrar. Nesta tentativa teve grande contribuição toda a vontade dos ajudas, principalmente do 1º e 2º ajudas, Espanhol e Nunes.
O público reconheceu todo o mérito do Tonino e retribuiu com uma grande ovação que só parou quando este se juntou ao resto do grupo. Na volta com o cavaleiro, o público chamou o Tonino para uma segunda volta, tendo este ido aos médios agradecer.
Queria deixar os parabéns aos dois forcados da cara porque foi a primeira vez que pegaram nessa praça tão bonita e com tanto significado para o nosso Grupo.
Fechamos assim mais uma corrida na Nossa Praça!!!

Grande Abraço,

Pedro Maria Gomes


Pega de Ricardo Eusébio com 1ª ajuda do Espanhol e 2ª ajuda do Lebre
Pega de António Correia de Campos, com 1ª ajuda do Espanhol e 2ª ajuda de Pedro Nunes


Fotos gentilmente cedidas pelo fotografo Joaquim Mesquita, o nosso Obrigado.

1 comentário:

Amílcar Coelho Santos disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.